sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Será que Deus é o culpado?

Finalmente a verdade é dita na TV Americana.
A filha de Billy Graham [1] estava sendo entrevistada no Early Show [2] e Jane Clayson perguntou a ela:
"Como é que Deus teria permitido algo horroroso assim acontecer no dia 11 de setembro?"

Anne Graham deu uma resposta profunda e sábia:
Eu creio que Deus ficou profundamente triste com o que aconteceu, tanto quanto nós.
Por muitos anos temos dito para Deus não interferir em nossas escolhas, sair do nosso governo e sair de nossas vidas. Sendo um cavalheiro como Deus é, eu creio que Ele calmamente nos deixou. Como poderemos esperar que Deus nos dê a sua benção e a sua proteção se nós exigimos que Ele não se envolva mais conosco?

À vista de tantos acontecimentos recentes; ataque dos terroristas, tiroteio nas escolas, etc... Eu creio que tudo começou desde que Madeline Murray O'hare [3] (que foi assassinada), se queixou de que era impróprio se fazer oração nas escolas Americanas como se fazia tradicionalmente, e nós concordamos com a sua opinião.

Depois disso, alguém disse que seria melhor também não ler mais a Bíblia nas escolas... A Bíblia que nos ensina que não devemos matar, roubar e devemos amar o nosso próximo como a nós mesmos. E nós concordamos com esse alguém.

Logo depois o Dr.. Benjamin Spock [4] disse que não deveríamos bater em nossos filhos quando eles se comportassem mal, porque suas personalidades em formação ficariam distorcidas e poderíamos prejudicar sua auto estima (o filho dele se suicidou) e nós dissemos: Um perito nesse assunto deve saber o que está falando. E então concordamos com ele.

Depois alguém disse que os professores e diretores das escolas não deveriam disciplinar nossos filhos quando se comportassem mal. Então foi decidido que nenhum professor poderia disciplinar os alunos...(há diferença entre disciplinar e tocar).

Aí, alguém sugeriu que deveríamos deixar que nossas filhas fizessem aborto, se elas assim o quisessem. E nós aceitamos sem ao menos questionar. Então foi dito que deveríamos dar aos nossos filhos tantas camisinhas, quantas eles quisessem para que eles pudessem se divertir à vontade. E nós dissemos: 'Está bem!'

Então alguém sugeriu que imprimíssemos revistas com fotografias de mulheres nuas, e disséssemos que isto é uma coisa sadia e uma apreciação natural do corpo feminino. E nós dissemos: Está bem, isto é democracia, e eles tem o direito de ter liberdade de se expressar e fazer isso.

Depois uma outra pessoa levou isso um passo mais adiante e publicou fotos de Crianças nuas e foi mais além ainda, colocando-as à disposição da internet. Agora nós estamos nos perguntando porque nossos filhos não têm consciência e porque não sabem distinguir o bem e o mal, o certo e o errado; porque não lhes incomoda matar pessoas estranhas ou seus próprios colegas de classe ou a si próprios...

Provavelmente, se nós analisarmos seriamente, iremos facilmente compreender: nós colhemos só aquilo que semeamos!!!

Uma menina escreveu um bilhetinho para Deus: Senhor, porque não salvaste aquela criança na escola? A resposta dele: Querida criança, não me deixam entrar nas escolas!!!

É triste como as pessoas simplesmente culpam a Deus e não entendem porque o mundo está indo a passos largos para o inferno. É triste como cremos em tudo que os Jornais e a TV dizem, mas duvidamos do que a Bíblia, ou do que a sua religião, que você diz que segue ensina. É triste como alguém diz: Eu creio em Deus. Mas ainda assim segue a satanás, que, por sinal,também ''Crê'' em Deus.

É engraçado como somos rápidos para julgar mas não queremos ser julgados!

É triste ver como o material imoral, obsceno e vulgar corre livremente na internet, mas uma discussão pública a respeito de Deus é suprimida rapidamente na escola e no trabalho.

Não é verdade? Gozado que nós nos preocupamos mais com o que as outras pessoas pensam a nosso respeito do que com o que Deus pensa...




Para entender mais o texto:
[1] Billy Graham: http://pt.wikipedia.org/wiki/Billy_Graham
[2] Early Show: http://www.cbsnews.com/sections/earlyshow/main500202.shtml
[3] Madeline Murray O'hare: Página da Wikipédia traduzida - clique aqui.
[4] Dr. Benjamin Spock: http://pt.wikipedia.org/wiki/Benjamin_Spock


Para refelexão
"Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo." Apocalipse 3-20

2 comentários:

  1. É realmente uma boa resposta.Vim dizer ao amigo irmão que preferi seguir o blog Revista Evangélica. Obrigado.
    Peregrino E Servo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, lá está bem mais interessante : )

      Excluir

Olá,

Que bom ter você participando do meu Blog. Deixe o seus comentário.

Desde já, muito obrigado!
Lucas Filho

Calendário